Furando a fila

Não importa o lugar aonde se vá: se há uma fila, sempre há gente querendo furá-la!

É nas pequenas coisas, é nos detalhes do cotidiano que se identificam os sintomas do mal que aflige uma civilização.

Santarém, PA, 8/2/2016.

Anúncios

Autor: Júlio César Pedrosa

Santarém, Pará, Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s