De verbis linguae lusitanorum

Era o orgulho da família. Como falava bem a língua dos gringos! Que fluência! Dava gosto de ver quando “enrolava a língua” com os estrangeiros.

Sim, tinha valido a pena apertar o orçamento para pagar todos aqueles semestres de cursos na escola de ______*, complementados por horas e horas de filmes e muita música!

Os tropeços vinham apenas na hora de conjugar os verbos… do português.

Afinal de contas, por que uma língua precisa de um tempo verbal estúpido como o futuro do subjuntivo?


* Acrescente-se aqui o nome de qualquer língua (mas geralmente se trata do inglês, é claro – ou of course).

Santarém, PA, 11/2/2016.

Anúncios