Um afresco de Pompeia

Sempre achei esse Páquio Próculo de Pompeia muito parecido com o ator ianque Lawrence Fishburne. 🤔
O que acham?

Luís Gama escravizado

Em sua obra O Brasil Anedótico (1927), Humberto de Campos* reproduz a seguinte história, contada por Cândido Freire, sobre como Luís Gama*, nascido livre, tornou-se escravo:

A VENDA DO FILHO
Cândido Freire – “Rev. do Brasil”, n° 60, de 1920

A 10 de novembro de 1840 penetravam a bordo do patacho Saraiva, ancorado a pouca distância do cais, na Bahia*, um pretinho de dez anos, e que seria mais  tarde o poeta e abolicionista Luís Gama, o pai deste, homem branco, e jogador, que o tivera de uma preta mina, e o dono de uma
casa de tavolagem, de nome Quintela.
Enquanto o menino se distraía com os marinheiros, os dois entram em entendimento com o capitão, e retomam o bote que os trouxera. Ao vê-los partir, o negrinho corre, chega à escada, e grita:
– Meu pai? meu pai? não me leva?
– Eu volto já, para te levar – informou o miserável.
E o menino, compreendendo tudo, num ímpeto de dor e de revolta:
– Meu pai, o senhor me vendeu!…
E era verdade. Foi assim, vendido, que Luiz Gama veio para o Rio, e foi, escravo, do Rio para São Paulo.

Campos, Humberto de. A venda do filho. In: O Brasil Anedótico. Rio de Janeiro, 1927. Ortografia atualizada. Disponível aqui: <http://www.portugues.seed.pr.gov.br/arquivos/File/leit_online/humberto3.pdf>.


* Sobre Humberto de Campos: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Humberto_de_Campos>.

* Mais sobre Luís Gama: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Lu%C3%ADs_Gama>.

* Refere-se à capital da Bahia, ou seja, a cidade de Salvador.

Santarém, PA, 20 de novembro de 2019.

Vacas gordas e espigas cheias

Documentário do canal History fala sobre escavações arqueológicas na ilha de Gozo, em Malta: descobertos restos de templos e sepulcros de cerca de 2400 a.C. Uma mudança climática parece ter afetado o frágil equilíbrio do ecossistema em que vivia o “povo dos templos”, levando ao seu desaparecimento.
Os achados mostram que, assim como em outras civilizações do passado, os templos desse povo antigo eram usados como armazéns para estoque de alimentos, distribuídos ao povo em épocas de vacas magras e espigas mirradas.
Que evolução tivemos desde então: hoje os templos acumulam dinheiro, mas para benefício apenas dos líderes das seitas: para estes as vacas são sempre gordas, e as espigas são cheias…