O…, A…

Se você é tradutor de documentários e outros programas de televisão, vai aqui uma dica grátis: cuidado com o uso de artigo definido (o, a, os, as) com nomes próprios.
Nem todas as línguas têm artigo; das que têm artigo, nem todas permitem o uso dele com nomes próprios; e das que permitem tal uso – como o português -, nem todos os dialetos ou falares o apresentam. Basta conversar com falantes de português de outras regiões para verificar isso.
Refiro-me à língua coloquial, é claro. Já em nossa língua culta o uso do artigo com nomes próprios é muito restrito, cabível apenas quando necessário pelo contexto (em representação de linguagem coloquial, por exemplo).
É chato e irritante assistir a um jornal ou documentário na TV e ouvir, a todo momento, coisas como “O Putin”, “A Thatcher”, “O Gandhi”, “O Einstein”, “O Alexandre Magno”, “A Joana D’Arc”, “O Hiroito”, “A Merkel”, “O Simão Pedro”, “O Gengis Khan”…
Sem falar no uso de artigo com nomes de santos católicos: “O São Pedro”, “O Santo Antônio”, “A Santa Maria”…
A lista não tem fim e abrange antigos e contemporâneos, de lá e de cá, de ambos os gêneros.
E parece que só Jesus escapa… mas talvez por pouco tempo. 🤔

Autor: Júlio César Pedrosa

Santarém, Pará, Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s