Clube dos Falidos

Especialistas dizem que o acordo de recuperação judicial da Odebrecht é o maior da história da humanidade! 😱

Sim, sem dúvida! Antes dele, foi notável a falência do fornecedor de pedra do faraó Djedefré: a pirâmide ruiu e ele não recebeu um só jarro de cerveja ou pão para seus colaboradores. Recomeçou (e terminou) a vida, com apoio do Hórus Vivo, quebrando pedra na fábrica de obeliscos.

Sem falar no armador grego que transportou duas belas e valiosíssimas estátuas de guerreiros (de Fídias, talvez?) para a Magna Grécia no século V a.C. O navio afundou perto da costa sul do Bico da Bota, e ele ficou sem pagamento, sem navio e precisou pagar a franquia do seguro.

As estátuas só foram recuperadas quase 2.500 anos depois, e até hoje nenhum herdeiro dele compareceu a Riace para requerer a devolução das peças.

Os Odebrechts fazem parte de um clube seleto de falidos célebres. Mas estão em melhor condição que seus consócios.

Anúncios

Autor: Júlio César Pedrosa

Santarém, Pará, Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s