O Diabo e o rock

Não acredito na existência do Diabo (ou Satã, Satanás, Lúcifer, Belzebu, Mefistófeles, Anhangá… não importa o nome que se dê a ele).

Não, ele de fato não existe. Na minha concepção da vida e da religião, é até ilógico que exista tal criatura.

Mas se existe mesmo, é um tremendo idiota, um otário, um boçal, pois acha que controla o mundo e a nós todos; porém, nós é que mandamos nele, já que até pomos em suas costas a culpa de tudo de errado que fazemos…

Estamos levando vantagem sobre ele, então. Fazemos nossas estripulias e ele paga o pato! Sim, somos muito bons nisso.

Se ele existe mesmo, a única coisa cuja autoria se lhe pode atribuir é o rock and roll, como dizia Raul Seixas:

O Diabo é o pai do rock, foi ele que me deu o toque.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s