Da indigência da gramática

Epigramas_Paladas_Paes

Há mais de 1.600 anos o poeta grego Paladas de Alexandria já homenageava os professores, principalmente os de gramática:

“A cólera de Aquiles foi motivo, para mim também,
de funesta pobreza ao me tornar gramático.
Prouvera com os gregos me matasse aquela cólera antes
que me arruinasse a amarga fome da gramática.
No entanto, para que Agamemnon raptasse Briseida e Páris
roubasse Helena, foi que me fiz indigente.

PALADAS de Alexandria. Epigramas. Tradução de José Paulo Paes. São Paulo: Nova Alexandria, 1992.

Se você é professor e se sente explorado, menosprezado, humilhado em sua profissão, saiba que está em muito boa companhia…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s